O Yoga e as emoções


Yoga quer dizer “união”. É uma palavra com significado tão amplo que qualquer tentativa de descrever torna-se limitada. Porém, o que queremos aqui é compartilhar com você um pouco da nossa visão sobre como esta filosofia prática milenar pode ser um bom guia diário para lidar com as emoções.

Em algumas escolas clássicas, antes do praticante começar a fazer as posturas (ásanas), eram ensinados alguns preceitos básicos, relacionados à boa conduta consigo mesmo e com os outros (yamas e niyamas). Como ahimsa, que diz respeito à não violência, e satya, à verdade. Se você for cuidadoso para não agredir a si ou aos demais, e procurar ser verdadeiro, muitos processos emocionais podem ser minimizados ou evitados.

Do ponto de vista do Yoga, emoções são frequências que vibram em nossos organismos, provocando reações químicas (hormonais). Se impedimos a sua passagem, elas ficam estagnadas em forma de bloqueios que podem se transformar em limitações físicas, desarmonias psíquicas e até mesmo doenças mais graves como câncer. Existe uma grande variedade de técnicas que liberam o fluxo natural destas energias, purificam o nosso corpo denso e também estimulam um novo estilo de vida.

Respiração

O simples fato de respirar conscientemente já modifica profundamente nossa frequência emocional e o nosso estado mental. Isso porque nos conecta mais com a observação do que com o sentimento que está fluindo. Se deixamos de nos identificar com as emoções, aos poucos também não somos mais dominados por elas. Então, consideramos que esta é uma prática fundamental para o seu equilíbrio.

Como fazer? Quando perceber que está bravo ou ansioso, por exemplo, veja como está respirando e procure levar o ar bem profundo, até a região do abdome (respiração abdominal ou completa). Já se estiver desanimado, busque inspirar e exalar de forma mais vigorosa e rápida, que provoque aquecimento (respiração bhastrika). Estas são só algumas técnicas básicas, mas é possível aprender várias outras com objetivos diferentes.

Relaxamento

Com o dia-a-dia corrido e uma grande quantidade de estímulos, uma das maiores dificuldades que temos hoje é parar e relaxar. Por isso é tão importante conhecer técnicas que nos conduzam a este estado. São inúmeros os benefícios de um relaxamento profundo: desaceleração dos batimentos cardíacos, redução na produção dos hormônios do estresse, diminuição das ondas mentais e consequente sensação de bem-estar e reenergização.

Vamos à técnica (yoganidra). Primeiro procure um local mais silencioso possível, de preferência onde possa deitar. Tome consciência do peso do corpo e vá se entregando à força da gravidade sem oferecer resistência. Depois inicie uma descontração mais profunda de cada músculo, começando pelos pés e subindo pelas pernas, joelhos, coxas e quadril. Se preferir pode imaginar uma luz que o ajude a ir relaxando cada parte.

Solte também os braços e as mãos, que devem ficar espalmadas para cima. Depois siga enviando uma mensagem para seus órgãos internos irem se acalmando, desde os genitais, passando pelos sistemas urinário, digestivo, cardíaco, respiratório e nervoso, até o topo da sua cabeça. Procure permanecer assim por no mínimo 5 minutos, neste caso sem se preocupar com a respiração. Relaxe profundamente e aproveite!

Posturas

A parte mais conhecida do Yoga são os ásanas, posições que estimulam determinadas áreas do corpo, movimentando também o campo sutil (energias, pensamentos, emoções...) e provocando estados mais ampliados de consciência.

Venha praticar!

Cadastre-se e receba todas as informações sobre nosso curso de educação emocional Conhece-te, que tem o Yoga em sua base. Você vai ter acesso também a conteúdos e exercícios exclusivos.

#yogaportoalegre #formaçãoemyogaportoalegre #cursodeyogaemportoalegre #aulasdeyogaportoalegre #yogaparainiciantesportoalegre #yogaeemoções

Destaques
Posts recentes